Livros

Resenha – Cartas de amor aos mortos

3

Não sei o que houve, mas acabou que os últimos livros que li foram meio depressivos, ou pelo menos tristes. Relaxem, não vou dar spoilers, podem ler tranquilamente.


Nome:
 Cartas de Amor aos mortos
Autor: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
I.S.B.N: 9788565765411
Páginas: 344
Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.
Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Atribuí: 3

Cartas de amor aos mortos é contado de uma forma extremamente criativa. Nunca havia lido um livro onde tudo é apresentado através de cartas, mas fiquei com vontade de procurar outros parecidos. Esse método evita, de certa forma, erros de continuidade, mas deve ter sido bem complicado conseguir organizar a história da forma como foi, sem entregar o mistério principal, portanto, palmas para a autora.

No livro Laurel luta contra si mesma, tentando não passar aos que estão em sua volta seus os conflitos internos. Ela mudou de colégio para não ter que comentar a morte de sua irmã, de quem se recusa a falar em voz alta, até mesmo com os pais. Encontra nas cartas uma válvula de escape, os ídolos mortos, revelando mais a eles do que jamais havia revelado a ninguém.

Durante o desenrolar do livro, por um momento, a admiração pelos queridos e memoráveis mortos se transforma em revolta e julgamento. Confesso que gostei desse momento, mas enfim, sem spoilers.

Adorei saber mais dessas pessoas maravilhosas, que morreram cedo e das formas mais distintas (desde suicídio a desaparecer no oceano). A autora inseriu nas cartas informações sobre os artistas citados, que foram essencias para que eu me sentisse tão próxima a eles quanto a personagem principal, que escolhe o personagem ao qual vai direcionar a carta de acordo com o momento em que está vivendo.

1

O livro está repleto de dicas musicais, o que foi muito importante no enredo, pois todos parecem estar enrolados em trilhas sonoras. É ideal para quem fica procurando músicas que encaixem com livros (tipo eu).

Quando eu acabei, senti que o livro poderia ser visto de várias formas e ter mais de uma moral, entre elas “Seja você mesmo”. Faça as coisas por você mesmo, não finja nada para manter as aparências, não tente ser outra pessoa, nem sufoque sua personalidade, você precisa se aceitar antes de desejar que os outros te aceitem. Não seja inocente o bastante para se deixar machucar tentando agradar aos outros.

“Nossas armaduras invisíveis se deslocando dentro de nossos corpos, começando a se alinhar nas pessoas que vamos nos tornar”

 

Esse livro me fisgou não só pelo título, mas também pela capa. A qualidade do livro físico me surpreendeu, a textura da capa é muito boa e os detalhes no miolo do livro são o charme. Um dos livros mais bonitos que adquiri esse ano!

2

Recomendo seriamente o livro!

Já leu ou tem vontade de ler?

 

Sobre o autor

Carla, 29 anos, publicitária, fotografa, social mídia, artesã. Louca da natureza, velharias e bichos. Mais na aba aba sobre e por todo o blog.

(3) Comentários

  1. Eu to com muita vontade de ler esse livro. Agora a sua resenha me deu mais vontade. haha

    Beijos

  2. Vi muitas resenhas negativas desse livro, Mas é um livro que eu tenho vontade de ler. Fui num evento da editora e dos livros que eles falaram esse foi o que mais me chamou a atenção.

    Gostei da resenha e das fotinhos. Acho o livro muito lindo também. <3

    Beijos!

  3. Oi Carla,
    Como você já leu a minha resenha, sabe o quanto eu AMO este livro. Senti o mesmo que você. A leitura é envolvente, a autora é genial. É bacana saber que há novos talentos com a Ava no mercado. Espero que a Seguinte lance mais livros dela.

    Beijos e obrigada pela visita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *