Livros

Jogos Vorazes

Finalmente li Jogos Vorazes. Provavelmente foi uma coisa boa eu ter demorado, a moda “passou” e eu tive mais chance de tirar minhas próprias conclusões sobre a série, sem um monte de gente opinando.

Adiei ao máximo ver o filme, assim que saiu eu disse que iria ler os livros antes. Baixei os pdfs, mas nunca cheguei a sair das primeiras páginas, por fim, vencida pelo cansaço resolvi assistir.
A princípio não estava muito animada, mas quando me dei conta, estava me retorcendo de ansiedade no sofá, com o coração acelerado. Busquei loucamente o segundo na internet e assisti em seguida. Não foi o suficiente e depois de 4 dias eu já tinha devorado os 3 livros.
Posso dizer que dentre tantos livros favoritos lidos, nunca me identifiquei tanto com uma personagem quanto com a Katniss e que provavelmente, mesmo nas decisões ruins, teria sido exatamente o que eu teria pensado ou feito.
A revolução e a injustiça com o povo nos faz lembrar da realidade que vivemos, mesmo que na vida real as coisas não sejam tão severas. Alguns amigos reclamaram bastante do livro três, a unica impressão que eu tive a respeito dele é que parecia mais longo que os outros, mas o grau de ansiedade em que me encontrava quando li pode ter influenciado, já quero reler.
Se você como eu está enrolando para ler ou em dúvida, super recomendo.ps: Prometo que o próximo livro que eu ler faço uma resenha.

Sobre o autor

Carla, 29 anos, publicitária, fotografa, social mídia, artesã. Louca da natureza, velharias e bichos. Mais na aba aba sobre e por todo o blog.

(4) Comentários

  1. Alessandra Lopes diz:

    Uma pena que eu odiei tanto o primeiro livro que até vendi o meu segundo quando não consegui passar das primeiras páginas. Mas não acho a história ruim, ou os personagens ruins. Eu acho que a culpa por eu detestar é a escrita da autora. Achei horrivi o jeito que ela escreve e descreve as coisas. Hahaha! E finalmente te identificasse com uma personagem. Antes tarde do que nunca. Hahaha!

    1. Poxa que pena kkkk podia ter me dado os livros criatura. Com essa eu me identifiquei, pronto. Ainda sinto falta da Rose. Cade aquele filme que não sai?

  2. O problema de “Esperança” é que foge do estilo da narrativa dos dois primeiros livros por não se passar na arena. O ponto de vista da Katniss é o suficiente quando ela está na arena mas, na dimensão do terceiro, fica muito limitado.

    1. Mas acho que foi essa a intenção mesmo, complicava menos pra autora explanar os problemas complexos da sociedade se fosse apenas o ponto de vista dela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *