Falando de Tv e Cinema

E a história se repete…?

Olá, pessoal,

Que rebuliço nessa última semana, não? Manifestações, violência, bipartidarismo, Lula, Dilma, Aécio, Moro, corruptos, Brasil, pátria, memes, incertezas, crises. História. Em nenhum momento aqui vou me posicionar, mas tudo isso me deu a ideia de uma lista com alguns filmes de ditaduras, de marcos históricos, de política, de revolução. Porque a ideia é essa, certo? Revolução!

A Onda

Os professores de história costumam passar esse filme para os alunos, A Onda, de 2008 originado de um curta de mesmo nome, simula, na Alemanha, um governo fascista. Isso ocorre em uma sala, quando o professor decide elaborar com os alunos um movimento chamado “A Onda”, com uniformes e saudação própria. A princípio, era para ficar só na escola temporariamente, mas o fanatismo foi tamanho que a cidade começou a adotar o regime. Esse é o típico filme que os professores explicam a origem e o quão fácil as pessoas são convencidas com um propósito vazio.

Machuca

Machuca, de 2014, retrata um momento histórico verídico: o golpe militar no Chile em 1973. O golpe aparece bastante no filme, mas na perspectiva de Gonzalo, uma criança que estuda em um colégio tradicional do Chile e vira amigo de um recém bolsista. As diferenças sociais e políticas dos dois são enormes, mas eles tentam prevalecer a amizade da mesma forma. O filme é lindíssimo e mostra manifestações de ambos os partidos chilenos e dá para comparar com as nossas aqui. Tudo isso com um toque infantil, porque eles não compreendem muito o que está acontecendo. Atual também, não?

Tatuagem

Tatuagem, de 2013, é um filme brasileiro que mostra Recife em 1978. O foco é no grupo teatral Chão de Estrelas e no relacionamento entre o líder da trupe e de um militante. Conforme passa o tempo, as repressões ditatoriais aumentam, influenciando muito os shows, pois continham cenas de nudez e críticas sociais. Perceber o quanto a arte é influenciada e censurada pelo governo é triste, mas recorrente. Além disso, é um ótimo filme para aqueles que não acreditam na qualidade dos filmes nacionais.

V de Vingança

Talvez um dos filmes mais emblemáticos nesses últimos tempos devido ao uso excessivo da máscara de V, V de Vingança, de 2006, é distópico, mas atual. A distopia se passa na Inglaterra futurística, onde vive um regime totalitário. V é símbolo dessa cidade por se rebelar e começar uma revolução. Tudo isso com a ajuda de Every, que passa por provas físicas e psicológicas para estar pronta para sua missão. Esse é um filme forte e que todo mundo deveria rever agora para se informar, perceber a diferença de atitudes quando se tem um propósito.

Então é isso, pessoal. Politiquem-se, porque se as pessoas continuarem alienadas, repetiremos a história.

Um beijo e até a próxima!

Sobre o autor

Carla, 29 anos, publicitária, fotografa, social mídia, artesã. Louca da natureza, velharias e bichos. Mais na aba aba sobre e por todo o blog.

(6) Comentários

  1. Acabei de perceber que não conheço muitos filmes sobre a ditadura. Não tinha prestado atenção nisso antes. Vou dar uma olhada nesses que você indicou <3

    http://fuller-blog.blogspot.com.br/

    1. Coloque na lista e me avise assim que assistir a algum deles 😀

  2. Eu já assisti A onda várias vezes, porque sempre tem algum professor que resolve passar pra gente e discutir a mensagem do filme. Eu acho interessantissimo como, nesse filme, todo mundo adota A onda e para de questionar o que eles realmente estão fazendo ali.

    Os outros filmes não assisti ainda, mas gostei da indicação. Vou deixar na minha listinha

    1. Siiim, a primeira vez que vi também foi por causa de um professor, haha. É ótimo pra discutir!
      Guarde na sua listinha e me avise quando assistir algum 😀

  3. Eu já assisti (A onda) é que filme foda meu Deus. Agora o segundo (tatuagem) eu sempre tive curiosidade pra assistir, mais mesmo sendo daqui nunca tive tempo e olhe que esse filme vez ou outra aparece em cartaz no cine são luis. Bjus adoro seu blog.
    http://modoaut.blogspot.com.br/

    1. Assista Tatuagem, é super engraçado e crítico. Eu adorei 😀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *